O que é soroche ou mal de altitude?

Salve, Salve Mochileiros! Antes de viajar para a Bolívia, tinha muito medo do “soroche”, e tenho certeza que vocês também têm! Tranquilo… tranquilo… que descobriremos tudo sobre isto.

Explicarei neste artigo, a minha experiência com alta altitude, não que eu saiba tudo, mas posso garantir que lendo este artigo, poderá esclarecer muito das suas dúvidas (como eu também já as tive), e entender um pouco mais sobre como isso funciona.

O que tem que fazer para se proteger e cuidar da sua saúde em lugares de alta altitude?

No começo do planeamento da minha viagem para a América do Sul, ponderava fazer Chile e Peru, então, pensava que o meu máximo de altitude ficaria entre os 3.500 metros. Logo depois, tendo decidido ir para a Bolívia, percebi, que iria enfrentar os quase 5.500 metros, dai a preocupação ficou bem maior. Preocupação, para não ter problema e caso alguém ao redor tenha, poder ajudar.

O que é soroche ou mal da altitude?

soroche, também conhecido como mal da montanhamal de altitude ou doença da altitude elevada,  é o que sentimos quando estamos em lugares com alta altitude. Nestes lugares o nosso corpo pode ter uma série de sintomas e, entre eles, o principal é a dor de cabeça. 

A dor de cabeça pode vir acompanhada de náuseas, vômitos, tonteira, insônia, falta de ar ao fazer esforço físico, entre outros.

Soroche Pills

Existe diferença entre atletas, fumantes ou não, magros, altos, etc?

Não, não existe. Melhor ainda, pelo que li, não existe. Não tem como saber se sentirá ou não o mal da altitude e, isto NÃO dependerá, do seu tipo físico, se é fumante, alto, magro. 

 O que posso falar é que, quanto maior for a altitude, mais fácil será de você sentir o mal da altitude e, se não houver um respeito grande a isso, mais grave vão ser as consequências. 

Não existe nenhum exame médico para diagnosticar se você sofrerá do mal de altitude. 

Um conselho: Deve respeitar os limites do seu corpo e não deixe de seguir o que as pessoas locais vão recomendar-te quando chegar num local de alta altitude.

Tentando explicar o Mal de Altitude

Pelo que sei, a quantidade de oxigênio não diminuirá conforme a altitude for aumentando.

O que acontecerá então?

Ocorrerá uma diminuição do número de moléculas de oxigênio e nitrogênio. Conforme a altitude for aumentando, resultará numa densidade menor e a consequência será uma menor quantidade de oxigênio disponível para manter as nossas necessidades  de alimentação, mentais e físicas, isto é, o nosso pulmão terá dificuldade de absorver mais oxigênio para transportar pela nossa corrente sanguínea.

Vou sentir isso dentro do avião? Pois são 12 mil pés que o avião viaja, não é?

No avião, não sentirá absolutamente nada, pois o avião tem um sistema (não é o foco deste artigo) que deixa o ambiente que estamos como se realmente estivéssemos no chão.

É importante saber que muitas pessoas não vão sentir o soroche logo quando sair do avião, pois ainda há oxigênio no sangue. Oxigênio este que o organismo vai consumindo aos poucos, e este oxigênio que ainda existe na sua corrente sanguínea engana-lhe e pensa que não sentirá o soroche!

É por isso que a maioria das pessoas começa a ter os sintomas após 4 horas que se chegou no local.

É perigoso o mal de altitude ou o soroche? 

Se você não respeitar, é! Terá que chegar no local e fazer a aclimatação. O perigo, só existirá se você abusar e  não realizar a aclimatação. É justamente este o problema que as pessoas que não respeitam a alta altitude, sofrem. As consequências mais graves que o mal da altitude pode ocasionar são: edema pulmonar ou cerebral e isto, sim, poderá colocar em risco a vida das pessoas. 

É raro experimentar mal de altitude abaixo dos 2.400 m. As elevações capazes de causar problemas  se dividem em três grupos:

  1. Moderadas: entre 2.400 e 3.600 metros
  2. Altas: entre 3.600 e 5.400 metros
  3. Extremas: acima do 5.400 metros

Maiores informações:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mal_da_montanha

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Newsletter

Signup our newsletter to get update information, news & insight.

Latest Article