Como ir do aeroporto de La Paz para o centro da cidade

Chegando no aeroporto, o que aconselho é você pegar um táxi e ir até o seu hotel ou hostel. Os táxis não tem taxímetro ou tabela, o preço é dado pelo motorista na hora. Do aeroporto ao centro, custa normalmente entre Bs 60 e 70 bolivianos. Tente barganhar que talvez você consiga por Bs 50 bolivianos. É muito barato, e não vale a pena outro meio de transporte. De fato, mesmo dentro da cidade, normalmente a corrida não passa dos Bs 10 bolivianos. Uma dica bem importante é você pegar o táxi oficial do Aeroporto, e em todos os momentos que estiver na Bolívia, sempre prestar atenção no porta-mala dos táxis, pois, escutei histórias de que costuma ficar “assaltantes” escondidos no porta-mala, e, quando você entra no táxi, eles te assaltam.

Aeroporto Internacional de El Alto, de La Paz, Capital Federal da Bolívia, está localizado na cidade de El Alto, próximo a La Paz, e está a uma altitude de 4.061 metros, é um dos aeroportos internacionais mais altos do mundo. Aliás na Bolívia quase tudo é considerado uma das coisas mais altas do mundo!!! Desde o pouso do avião, você já vai ter noção do que se espera e de como a cidade é. La Paz. A vista da cidade é impressionante e todas as montanhas que rodeiam a cidade são lotadas de casas sem reboque, com o tijolo a vista.

 Ainda no avião, você vai receber dois papéis para preencher e um deles vai ter que entregar na hora da sua saída do país. Me contaram histórias de que se perdesse esse papel seria impossível sair do país. Uma amiga que viajava comigo teve essa experiência e conseguiu sair do país tranquilamente, mesmo o voo dela sendo pela madrugada. Existiam informações oficiais de que a perda deste papel implicaria no pagamento de $30 dólares americanos e ela não precisou nem pagar esta multa.

No aeroporto, você vai ter um centro de apoio médico, caso se sinta mal. É interessante lembrar que é um dos aeroportos mais altos do mundo, aproximadamente 4 mil metros e que você pode sim, não se sentir bem. Eu não me senti bem, tive que ir ao centro médico do aeroporto e lá eles fazem eletrocardiograma para saber se existe algum problema relevante para impedir a sua visita a cidade. Como dizem os Bolivianos: “Caminar despacito, comer poquito y dormir solito” (caminhar devagar, comer bem pouco e dormir sozinho).

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Newsletter

Signup our newsletter to get update information, news & insight.

Latest Article