O impacto do novo programa de passagens baratas do governo no setor aéreo | Radar Econômico – VEJA


O ministro dos Portos e Aeroportos, Márcio França, surpreendeu a todos quando anunciou nesta segunda-feira, 13, que o governo irá lançar um programa para impulsionar o setor aéreo no Brasil. A ideia é utilizar os assentos ociosos em voos das três principais companhias aéreas em atuação no país (Azul, Gol e Latam) e ofertá-los a preços populares — de, no máximo, 200 reais por trecho. O intuito seria atingir um público que, hoje, não utiliza o transporte aéreo com frequência: idosos, aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e estudantes, com teto salarial de 6.800 reais.
A princípio, a medida foi recebida com bons olhos por especialistas do setor, uma vez que o programa, caso seja bem modulado, poderá reduzir os custos das companhias aéreas. “Me parece um bom teste. Pode ser uma boa oportunidade para mais pessoas voarem e também de reduzir os custos das empresas”, afirma o advogado Ricardo Fenelon Jr, ex-diretor da Agência Nacional de Aviação Civil, a Anac. “Como é um movimento limitado, que fala em 5% da capacidade e em baixa temporada, com um mecanismo de consignado, me pareceu uma ideia interessante.”
Para Francisco Lyra, presidente do Instituto Brasileiro de Aviação (IBA), a medida será “inócua” e poderá ocasionar no aumento do preço médio das passagens aéreas. “Eu acho que essa é uma medida inócua. Quem realmente viaja são os empresários e as pessoas que fazem turismo. E no Brasil não existe turismo de aposentado, como existe nos Estados Unidos ou na Europa, onde a renda de aposentadoria é alta. Não existe gordura ou margem sobrando. As empresas estão tentando se recuperar de um prejuízo grande. Ou seja, essa medida pode acabar sobrecarregando o preço de quem viaja no dia a dia”, afirma ele.
Questionada sobre a posição das companhias aéreas nessa discussão, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas, a Abear, respondeu que está “acompanhando a proposta do governo para o plano de passagens aéreas e tem se colocado à disposição para contribuir” e que mantêm “diálogo constante com o Ministério de Portos e Aeroportos sobre o cenário do setor aéreo e as possíveis soluções para o crescimento do número de passageiros e destinos atendidos”.
PRORROGAMOS! BLACK FRIDAY
PRORROGAMOS! BLACK FRIDAY
PRORROGAMOS! BLACK FRIDAY
PRORROGAMOS! BLACK FRIDAY
PRORROGAMOS! BLACK FRIDAY
PRORROGAMOS! BLACK FRIDAY
Leia também no GoRead
Abril Comunicações S.A., CNPJ 44.597.052/0001-62 – Todos os direitos reservados.
Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login
Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login
Assine VEJA pelo melhor preço do ano!
MELHOR
OFERTA
Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*
a partir de R$ 2,00/semana
a partir de R$ 1,00/semana*
(Melhor oferta do ano!)

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês
a partir de R$ 29,90/mês
(Melhor oferta do ano!)
*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app. Acervos disponíveis a partir de dezembro de 2023.
*Pagamento único anual de R$52, equivalente a R$1 por semana.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Prepare a sua viagem
Últimos Artigos
Afiliados & Parceiros
Booking.com
Artigos Relacionados
Gostou do nosso conteúdo? Leia mais artigos com dicas de viagens
ARTIGOS DIVERSOS DE VIAGENS PELO MUNDO​
Vatican at night

O que esperar de uma visita guiada no Vaticano

Explorando Tesouros Sagrados: Uma Experiência Única na Visita Guiada no Vaticano Salve, salve Mochileiros! O Vaticano, é um dos destinos mais sagrados e impressionantes do

Utilizando o elétrico em Bruxelas

Salve, salve Mochileiros! Falar de tram, bonde ou elétrico (não importa como chama este meio de transporte), é comigo mesmo! Adoro andar de tram, simplesmente

No more posts to show