O terceiro mês no processo de adaptação na vida em um novo país – Morando em Londres, Inglaterra

O terceiro mês no processo de adaptação na vida em um novo país – Morando em Londres, Inglaterra

Depois de 3 meses vivendo em Londres, tudo já havia mais ou menos se encaixado. O “meu” Inglês estava se desenvolvendo e pouco a pouco estava conseguindo me desprender do Brasil, não só do Brasil, mais também, daminha” Língua Portuguesa. Começar a viver a rotina de um outro país onde tudo é diferente do seu pais de origem, te faz passar por um processo físico e mental. A cada nova experiência, nova palavra, frase, expressão aprendida, novas ruas, trajetos, caminhos, novas amizades, novos trabalhos… a cada tudo de novo que acontece, você vai se transformando e essa transformação é primeiro de dentro para fora, ao contrário do que muitos pensam! O meio externo muda primeiro, é claro,  entretanto, só muda para você quando você começa a se permitir a mudar por dentro, para passar a enxergar o que esta lá fora.

O terceiro mês no processo de adaptação na vida em um novo país - Hyde Park with friends
O terceiro mês no processo de adaptação na vida em um novo país – Hyde Park with friends

Já estou pensando, falando e sonhando em Inglês

Tudo está ficando mais claro agora. Consigo ir no supermercado, conversar com o amigo da Turquia ou do Japão, combinar a balada do final de semana, falar no telefone e até mesmo conversar com o chefe do meu trabalho. Na rua, as pessoas já te dão bom dia, o carteiro já fala com você e até o rapaz que sentou-se do seu lado no metrô já pode vir a se tornar o seu amigo. As noites já não são todas iguais e a cada madrugada dormida um novo dia se nasce para novas descobertas… Hoje, pensar, falar e sonhar em Inglês faz parte do meu interior, é parte de mim, sou eu!

O terceiro mês no processo de adaptação na vida em um novo país - com Zaher
O terceiro mês no processo de adaptação na vida em um novo país – com Zaher (Líbano)
O terceiro mês no processo de adaptação na vida em um novo país - com Téo (Turquia) e Emy (Japão)
O terceiro mês no processo de adaptação na vida em um novo país – com Téo (Turquia) e Emy (Japão)

O Skype deixa de estar ligado 24 horas para apenas 2 horas por dia

Essa fase de se desligar do país de origem, é bem perigosa e você vai começar a entender o porque! Para mim, foram mais ou menos 4 meses e digo mais: Se você conseguir passar do sexto mês, cuidado! Você corre sérios riscos de nunca mais voltar para casa! “Pera, ai” como assim… casa? mais qual casa mesmo??? Já não sei mais onde chamar de casa!

Se antes a vida online ou virtual era o que mais sustentava os seus dias, isso vai começar a mudar. Os compromissos, aventuras, novas metas e ideais começam a ocupar o seu tempo REAL e automaticamente o virtual vai ficando em segundo plano. Como nesta fase as dificuldades já são bem menores, pois o processo natural de adaptação já esta fazendo o seu trabalho com força total e  sozinho, sem nenhum esforço, como se fosse um “robozinho” feito especialmente para te ajudar com isto… assim tudo fica mais fácil de ser esquecido ou melhor dizendo amortecido. Os amigos já não são os mesmos, os sonhos também não… a rotina já não é a mesma e, de repente, você já não é o mesmo!

O terceiro mês no processo de adaptação na vida em um novo país - Marlon e Léo
O terceiro mês no processo de adaptação na vida em um novo país – Marlon e Léo

Atenção: Artigo registrado na Biblioteca Nacional. Não ao Plágio! Autora: Natália Faleiros

Este artigo pertence a categoria Crônicas de Mochileiros – caso queira acompanhar a história e crônicas de Natália Faleiros vá ao menu Crônicas de Mochileiros. As crônicas contam histórias de uma estudante em Londres e que mais tarde se apaixona por viajar.

Não ao Plágio
Não ao Plágio