Indo para Inglaterra como estudante! Primeiras impressões de um intercâmbio em Londres

Indo para Inglaterra como estudante! Primeiras impressões de um intercâmbio em Londres

Já se sentiu perdida (o)? Sem chão? Sem rumo talvez? Acho que a maioria das pessoas em alguma momento da vida já sentiram-se assim… literalmente sem saber o que fazer. Agora, já sentiu-se perdida e ao mesmo tempo sentiu-se bem? …. Mas como ter um sentimento bom se estou perdida? De repente sua mente diz:  – estou gostando de sentir isso, é estranhamente bom! Não esta ruim não! Dá medo mais quero viver isso por mais um dia para ver o que vai acontecer e sinto que as coisas boas estão por vir e esse sentimento de perdida esta ficando atraente ao ponto de querer continuar me perdendo por muitos dias até descobrir este novo lugar em que estou!

O primeiro dia no seu novo país, na sua nova casa irá depender das condições que você chegou até lá ou melhor dizendo o que te levou a essa mudança! Esta indo sozinho? com a família? namorado? trabalho? Certamente, o sentimento vivido irá depender destas condições. Por exemplo: estar mudando para um país onde não se fala o Português com seu marido ou esposa e filhos não te dará tempo para ficar deprimido, sua cabeça vai estar ocupada e preocupada com o trabalho para acomodar e manter todos os seus familiares com responsabilidade. É matricular filho na escola, ver horário de atividades extra-curriculares, horário do transporte escolar, com quem vai ficar as crianças enquanto pai e mãe trabalham, a mãe por enquanto não vai trabalhar, ok! Então já temos quem cuidará das crianças no período pós escolar, conhecer os vizinhos, a vizinhança e aprender a nova Língua.

Natália Faleiros em Londres
Natália Faleiros em Londres

Não pense que se você chegar em um país sem saber a Língua Oficial irá conseguir logo de cara grandes empregos. Obvio que não! Afinal, nada vem de graça para ninguém. Vamos levar em conta que você já tenha um emprego pré definido antes de sair do Brasil, por exemplo: vamos supor que você vai trabalhar dentro de uma empresa multinacional, que precise realmente de um profissional que fale o Português, e, se este não for o seu caso, não se desespere, o tempo de vivência no novo país vai passar e automaticamente, (as vezes quando me refiro a este assunto costumo usar a palavra: osmose); então por osmose, você vai aprender a nova Língua, vai se adaptar e com muito esforço e trabalho crescer profissionalmente.

Escola de Inglês em Londres
Escola de Inglês em Londres

Oba! Já tenho emprego bom! “Pera” ai, mais eu não tenho!

Eta sorte ein? Imagine você mudar do Brasil, com a sua família, já com um emprego bom e, sem saber falar a Língua Oficial do país! Não se alegre com isso, é para poucos, bem poucos! Conhecer mesmo um assim não conheço! Ouvi rumores de que existia um fulano lá no interior da Inglaterra, que teve esta sorte! O que conheço são pessoas que sonham com uma vida melhor e vão em busca dos seus sonhos em países mais desenvolvidos que o Brasil, pois, acreditam fielmente que vão ter uma vida melhor. Aos muitos que por garra conseguem (isso eu já vi aos montes), passaram por grandes desafios e barreiras para chegarem aonde chegaram. Humilhações, sub-empregos, depressões, saudades da família/amigos e muitas dificuldades pelo caminho.

Indo para Inglaterra como estudante

Agora se o seu caso é como o meu: Fui morar em Londres para fazer um curso de Inglês. Cheguei no país com tudo pago e com dinheiro para me manter os 6 meses que foram planejados. Daí é que vem o problema: Não tinha preocupação em me manter (já tinha os recursos) então a tristeza me atacou! Como diz o ditado popular: Mente vazia é oficina do diabo. Estudar, ocupava grande parte do meu tempo, mais e o resto? Cade meus amigos? Tô com frio? Neve, o que é isso?! Olha esta nevando! Que lindo, que diferente, que tão legal! Mais pera aí, tô sozinha!

Enfrentando a tristeza

Sou um ser humano muito privilegiado, não posso me dar ao luxo de sofrer de tristeza! Mais como? Quem controla a minha mente sou eu ou são as diversas conexões nervosas e hormônios presentes no meu cérebro? Como lutar contra isso? Preciso sair, conhecer a cidade, estudar a nova língua, arrumar um emprego, conhecer pessoas, viver, viver, viver e ser feliz neste novo lugar! Vamos a isso! Quero conhecer pessoas e falar muito Inglês!

Escola de Inglês em Londres
Escola de Inglês em Londres

Atenção: Artigo registrado na Biblioteca Nacional. Não ao Plágio! Autora: Natália Faleiros

Este artigo pertence a categoria Crônicas de Mochileiros – caso queira acompanhar a história e crônicas de Natália Faleiros vá ao menu Crônicas de Mochileiros. As crônicas contam histórias de uma estudante em Londres e que mais tarde se apaixona por viajar.

Não ao Plágio
Não ao Plágio